Para um Irmão Gêmeo



Por Carlos Drummond de Andrade.

A UM AUSENTE


Sua irmã Zoe
Tenho razão de sentir saudade,
tenho razão de te acusar.
Houve um pacto implícito que rompeste
e sem te despedires foste embora.
Detonaste o pacto.
Detonaste a vida geral, a comum aquiescência
de viver e explorar os rumos de obscuridade
sem prazo sem consulta sem provocação
até o limite das folhas caídas 

na hora de cair.
Antecipaste a hora.
Teu ponteiro enlouqueceu, enlouquecendo nossas horas.
Que poderias ter feito de mais grave
do que o ato sem continuação, o ato em si,
o ato que não ousamos nem sabemos ousar
porque depois dele não há nada?

Tenho razão para sentir saudade de ti,
de nossa convivência em falas camaradas,
simples apertar de mãos, nem isso, voz
modulando sílabas conhecidas e banais
que eram sempre certeza e segurança.

Sim, tenho saudades.
Sim, acuso-te porque fizeste
o não previsto nas leis da amizade e da natureza
nem nos deixaste sequer o direito de indagar
porque o fizeste, porque te foste.



Crescemos ouvindo que quando morremos vamos para o céu. Agora em algumas culturas, como em EUA, eles dizem "paraíso", ou seja, o céu é outro lugar separadíssimo do paraíso. E eu também acredito nisso. Eu nunca gostei dessa música porque de tanto tocar, me cansou. ... Até que bate à nossa porta, né? Saudade que exaurirá sempre... Ahh, Eric... Mas a vida é muito filhodaputa com a gente as vezes, não?

A música "Fabricando Fantasías" também fala sobre essa perda... É de um cantor porto-riquenho Tito Nieves, que passou pelo mesmo que Clapton.
"Quisiera poder hablarte, decirte cuanto te amo y abrazarte".

Muitas saudades, Mateo...
Sei que as vezes aparece lá em casa. Na sua casa. No coração.



Há horas em que realmente eu queria socar quem abandona um filho no lixo... Nem quero mencionar o que faria... Vai que eu me "karmeio" mais... É melhor ir a meditar.




"I wish that you were here"... Rust... Echo and The Bunnymen...


Socorro

Este fim de semana vi um meme horrível sobre violência entre os pais...
Eram dois papeizinhos...
O primeiro era algo como: "Mãe, me deixa dinheiro. Lembra da Richtoffen?"
O segundo era a resposta: "Sim, e você, lembra do Nardoni?"

Não entendo... Realmente eu não entendo...


E pior, acessem isso: Filhos e netos lideram violência a idosos; mulheres são as principais vítimas.
É aterrador...




Trilha
Tears in Heaven - Eric Clapton
Fabricando Fantasías - Tito Neves




19 comentários:

  1. Saudade... muito difícil isso!

    Zoe está linda linda linda!!! Parabéns!

    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Você tem mesmo todo o direito de sentir saudade...fiquei sem palavras depois de Drummond...ele já disse tudo!

    ResponderExcluir
  3. Muito lindo o texto sobre saudade. Às vezes é mt injusto mesmo. A gente se pergunta o porquê de várias coisas e muitas delas não tem resposta, só temos que "aceitar" e seguir em frente. Eu não tive um natimorto, nem jean-paul aborto, então não sei o tamanho de sua dor, mas me solidarizo com vc a sua esposa. E eu acredito que se o Senhor os escolheu pra dar pais de anjo é pqu Ele conhece a força de vcs.
    Um grande abraço.

    querouboumeucoracao.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Como não se emocionar, Jorge!
    Tem horas que só meditando muito mesmo.
    Vi o post que você comentou e fiquei sem ação. Só exclui da tl e segui. Estou tentando evitar atritos por aqui.
    Bjinhos e força!

    ResponderExcluir
  5. A saudade das coisas não vividas, das lembranças que nunca chegaram a acontecer e jamais acontecerão....terrível saudade.
    Não passa, nunca...mas a gente se acostuma a ela, faz parte da gente.

    ResponderExcluir
  6. Eu nem consigo me imaginar na situação de vocês, assim sem o Mateo.
    Força aí, amigo.
    Ainda bem que a Zoe está lindamente ocupando o teu tempo pra tu não pensar tanto nessa saudade triste.

    abração!!!

    ResponderExcluir
  7. Vim agradecer a visita ao meu blog! Nem sei como o encontrou, mas fiquei feliz com a visita e o comentário.
    Adorei o seu e sua forma de escrever. Voltarei, podes ter certeza!
    E espero que voltes ao meu Aprendendo com a Malu, que com crianças temos mais a aprender do que a ensinar.
    Abraços pra família!!

    ResponderExcluir
  8. Jorge

    Obrigada pela visita lá no blog. :)
    Fiquei muito emocionada com o texto do Drummond.
    Não consigo imaginar como é essa situação. Zoe como sempre linda e arrasando nas fotos!

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. É ... infelizmente o tempo passa, a dor diminui, mas a saudade e o sentimento de vazio fica. Sei que a bonequinha da Zoe alivia este vazio ... mas ainda deve ser muito difícil.

    Que memê horroroso este ?? Que brincadeira mais sem graça e desproporcional ... Sinceramente viu ... é este o mundo para o qual estou criando a minha filha ??????????? Que Deus nos proteja.

    Beijinhos enormes !

    ResponderExcluir
  10. Nem consigo imaginar o tamanho da saudade...
    :(

    ResponderExcluir
  11. Essa "presença da ausência" é muito forte... Muita força para vcs, luz para Mateo e felicidades para a pequena e linda Zoe. Sempre.

    ResponderExcluir
  12. Me emocionei Jorge!
    Saudade é algo indescritível! Ela machuca, tortura! Mas Zoe esta ai para amenizar um pouco essa falta que Mateo faz... Força!!!

    ResponderExcluir
  13. Sei bem o que é ter saudade do que não viveu, mas Zoe de certa forma te preenche com toda essa belezura e esse amor que ela tem...

    Quanto aos memes nem sei o que comentar, ridículo e totalmente sem graça.
    Bjus
    http://seraquevousermae.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Emocionada por tambem sentir isso e ter saudades das coisas que não fizemos. Acho que nó na garganta nunca vai descer de fato , o tempo nos ajuda aceitar, mas entender, acho que nunca conseguirei....

    Abraços,

    Ju

    ResponderExcluir
  15. Eu vi esses papeizinhos. Não dá pra entender mesmo.

    Poxa, esse post inteirinho me deu nó na garganta!

    ResponderExcluir
  16. Chorei. Pelos meus bebes que se foram tão pequenos, pelo seu Mateo, pelas tristezas e saudades que nem tenho ainda. Saudade dói demais. Força.

    Bjs

    ResponderExcluir
  17. Sei bem o que é isso...saudades de alguém que contemplamos "tão pouco" sua presença conosco, mas sei que e o amor e a saudade serão eternos.
    Por aqui também teríamos duas lindas meninas...mas uma delas, está com Mateo. É difícil, hein?!
    "I wish you were here"...i wish so much!

    Bjos,
    Larissa Andrade.

    ResponderExcluir
  18. Que coisa mais linda! Drummond é mesmo um gênio.
    Aliás, post lindo e emocionante... Beijos

    ResponderExcluir
  19. Muito emocionante! Saudade é o amor que fica. Fiquem em paz! Nem li o texto sobre os idosos... Fico sem chão com essas coisas :( e o meme... Sem noção!!! Será que tem gente que acha graça?! Francamente! Abç

    ResponderExcluir

Sigam-me os bons

Os escolhidos

Os escolhidos
Sim, porque eles nos escolheram.

Quem sou eu

Minha foto
Nasci em 1976 em São Paulo/Brasil - Brasil. Vivo em Lima/Peru. São-paulino, jornalista e pai de Zoe, minha amada filha com minha doce Katy, peruana de Lima. Sou um cara que escreve sobre experiências, crônicas e tudo que se relacionou com a gravidez múltipla dela e crescimento da filhota. Na semana 34 tivemos a ida de Mateo de volta ao paraíso. Zoe ficou para ilustrar nossa vida num 29/10/2013 e nasceu com 36 semanas. Uma prematurinha linda que cresce saudavelmente.

Seguidores