Desejos malucos


Da série: MEMÓRIAS 


Adaptarei alimentos seguindo o contexto entre si entre as comidas peruanas e brasileiras:
- Amor, queria comer… China in Box…
- Ah, bacana!
5 minutos depois…
- Pensando melhor, pasteizinhos de queijo com guacamole de entrada com China in Box.
- Nossa, tá complicando.
Mais 5 minutos…
- Esquece tudo! Quero comer pão de queijo e suco de mamão
Depois de 10 minutos, o ajuste fino:
- Olha, na verdade, quero comer um franguinho com arroz.

Esses momentos são comuns, mas mudar de opinião quatro vezes foi a primeira que presenciei.
A percepção de Katy oscila como os movimentos de subir e descer da montanha russa Kingda Da (com uma altura de um prédio de 40 andares). Ou ri muito, a ponto de perder a respiração quando uma mosca passa ou chorar porque o pão de queijo não cresceu. Eu acho graça, acho mágico todas essas mudanças que os hormônios causam. Mas visto por fora, é até engraçado, mas para uma mulher deve ser uma loucura diária.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sigam-me os bons

Os escolhidos

Os escolhidos
Sim, porque eles nos escolheram.

Quem sou eu

Minha foto
Nasci em 1976 em São Paulo/Brasil - Brasil. Vivo em Lima/Peru. São-paulino, jornalista e pai de Zoe, minha amada filha com minha doce Katy, peruana de Lima. Sou um cara que escreve sobre experiências, crônicas e tudo que se relacionou com a gravidez múltipla dela e crescimento da filhota. Na semana 34 tivemos a ida de Mateo de volta ao paraíso. Zoe ficou para ilustrar nossa vida num 29/10/2013 e nasceu com 36 semanas. Uma prematurinha linda que cresce saudavelmente.

Seguidores