Filhos sem nomes compostos. E fo**-**


Um nome e ponto.

Vivo no Perú, já escrevi ao lado. Aqui existe um costume que também existe no Brasil: o nome composto. Sempre ouvi inúmeras respostas para quando eu perguntava "mãe, por que tenho dois nomes?" e ouvia um "por que achamos bonito". Passavam-se os anos e eu fazia a mesma pergunta, mas vinha com outra resposta "por que soava mais forte". Meu pai até brincava que se parecia a uma espumante chamada "Georges Albert" (quem não a tomava no Natal? rs). Eu tinha amigos com nomes compostos que pareciam um mapa escrito em aramaico de tão complicados. Já ficava brega. Mas aqui aprendi que o nome composto tem uma função, coisa que nunca me disseram no Brasil: a de evitar, ou diminuir, o número de homônimos. Eureca! Uma resposta com fundamento. Uma vez li em uma página portuguesa, e uma mulher indagava "por que no Brasil as pessoas põe nomes onde as consoantes se repetem e trocam as letras, exemplo Dannyella" e uma mulher respondeu "por que dá sorte". Pasmem...

Enfim, aqui o nome composto tem uma função, como deve ser a mesma função em outros países. Digo... E alguns vieram armados até os dentes, perguntando sobre o segundo nome. Respirei e desenvolvi meu nirvana dizendo que era uma escolha nossa, e que, além do mais, a construção de nossos sobrenomes ajudariam a distancia da ideia de pôr mais um nome nas crianças.

Parece que é uma seita, pais e mães lhe apontam querendo respostas sobre nomes, sobrenomes, etc... Ao mesmo tempo, pessoas vinham até me abraçar "que bom que somente puseram um nome nos bebês". Era um apoio onde eu descansava minha cabeça depois de gladiar com outros.

Nomes como Maria Fernanda ou João Pedro eu adoro, mas não venha me dizer para pôr Zoe Elisabete porque não encaixa. rs Mateo Umberto? Doisberto? Necasdepitibiriba.

PD: Meu nome é composto, mas certas combinações não são cabíveis.


Provável data de nascimento

Ainda não sabemos... (risos). Mas a semana seria a primeira de novembro. Estamos tranquilos e rezando para que seja na semana 36 pelo menos, assim seus pulmõezinhos se desenvolvem naturalmente melhores.



Nossos bem-te-vis e Katy dando de comer. rs
Falando em Katy, estou falando mais português em casa para ela me ajudar a reforçar.



6 comentários:

  1. Opa!! Super me identifico com o post!!! Eu tenho nome composto e só minha mãe lembra disso!! Hahahahaha...e ainda é um negócio rebuscado porque SEMPRE, SEMPRE e SEMPRE tive que soletrar! Myriam Rachel!!! Nunca, nunquinha alguém escreveu meu nome certo sem que eu o dissesse e isso virou trauma. Era certo que meu filho teria um nome simples E fácil de escrever! Por que, né?! De complicada já basta a vida!!! Hahahahahahaha
    Adorei!!

    ResponderExcluir
  2. Ééééééé, Myriam, vc me entende rs. Para minha sorte, eu gosto do meu nome composto, mas minha mãe, agora que recordo, quis frisar os "r" dos meus nomes: Jorrrrrrge Alberrrrrto. Sacanagi... Eu tenho uma amiga que fez o mesmo que vc, era Maria Julia, e ela odeia Maria, e ficou Julia. abs

    ResponderExcluir
  3. Jorge!!! Estou adorando receber seus comentários!!!
    Bom, eu também não sou do time dos nomes compostos. MAS como a maternidade é um eterno pagar línguas, eu enfiei dois L no nome da minha filha... Sim, eu era contra, queria agrafia simples, mas fiz numerologia (sim, sou doida...), a bisavó deu palpite e caí no argumento de que era a grafia original do nome e a Isabella virou a "Isabella com dois Ls"!
    Às vezes, especialmente agora que ela me pergunta o porquê, me arrependo um tico! rsrsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lilian! Tudo bem? rs
      Que nada, se eu comento é porque realmente eu gostei rs.
      Eu também sou doido! Imagina meio medium-meio-hippie-meio-nerd rs Mas Isabella ainda me parece bonito se comparado com algumas invenções meio estranhas rs. Os meus eu fiz numerologia tb, até mesmo o desenho deles é meio que uma mandala e tem um mantra abaixo rs. A galera diz q eu surto (tô nem aiiii, tô nem aiii") Se ela perguntar de novo, diz que o tio Jorge, que mora no Peru, disse que "bella" vem de bela em espanhol KKKK

      Excluir
  4. Oi, Jorge!
    Vim retribuir a visita e é certo que estarei sempre por aqui. Adorei o texto :)
    Nomes... Ai, Jisuis! Eu quero apenas um nome simples, com grafia simples, e que tenha pronúncia em inglês. É. Odeio soletrar em português, avalie...
    Já marido quer um nome "diferente", já tendo cogitado Caleb certa feita (ainda bem q ele tem memória curta e nunca mais vai se lembrar desse nome).
    Ainda bem que ainda temos um tempinho até decidir.
    Quando às 36 semanas, ainda não acompanhei a história de vcs, mas os gêmeos da Juh nasceram de quase 38 semanas! (http://marinheiradeduasviagens.blogspot.com.br/). Torcendo por vocês.
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nana, obrigado pela receptiva resposta :)
      Minha esposa e eu buscávamos nomes simples, mas que contenham força eum certo ar de astrologia (sim, sou doido como a Lilian acima rs). Caleb acho muito bonito, além de ter o nome do vocal de uma banda que adoro hehe, o Kings of Leon. Os meus ainda não nasceram, chegam em novembro (espero). Vou bizoiar a Juah e estamos torcendo por vcs tb abs

      Excluir

Sigam-me os bons

Os escolhidos

Os escolhidos
Sim, porque eles nos escolheram.

Quem sou eu

Minha foto
Nasci em 1976 em São Paulo/Brasil - Brasil. Vivo em Lima/Peru. São-paulino, jornalista e pai de Zoe, minha amada filha com minha doce Katy, peruana de Lima. Sou um cara que escreve sobre experiências, crônicas e tudo que se relacionou com a gravidez múltipla dela e crescimento da filhota. Na semana 34 tivemos a ida de Mateo de volta ao paraíso. Zoe ficou para ilustrar nossa vida num 29/10/2013 e nasceu com 36 semanas. Uma prematurinha linda que cresce saudavelmente.

Seguidores