Beijinho, beijinho. Pau, pau!


Pow!

A secretária e uma desenhadora gráfica aqui do trampo há 6 anos atrás estavam grávidas de 8 (O-I-T-O) meses quando seus "companheiros" (a luta continua até aqui) as deixaram. Os ditos cujos do sexo masculino envolvidos alegaram: incompatibilidade de gênios... Outra amiga, quando estava grávida de cinco meses, descobriu que o marido mantinha uma amante. Ontem, a amiga de outra desenhadora aqui, grávida de 6 meses, foi deixada pelo esposo-caso-namorado-ficante. Motivo? O cururu é ator-bicho-grilo-paz-e-amor e justificou sua saída de campo porque recebeu um "chamado divino" que teria de voltar ao palco e que, segundo ele, um filho engessaria seu futuro como ator. Há 20 anos atrás em São Paulo, outro amigo meu no colégio se tornava pai de quatro crianças gestadas e nascidas por quatro mulheres diferentes em um mesmo ano... Não cuidou de nenhuma que eu lembre. Essa galera faz parte de alguma seita?


Comigo, em uma oportunidade, a menstruação de uma ex estava atrasada... Nossa, acho que eu revirei São Paulo em busca de consolo psicológico na casa dos amigos com a frase: "e agora? Eu usei dois preservativos!" (foi a exigência dela, senão, no way). Bom, com o atraso, abraçamos a causa de "vamos ser pais". A dita desceu no dia seguinte. Em nenhum momento pensamos em abandonar o barco. Aliás, eu sempre me cuidei muito quanto a isso de filho, DSTs etc. Era uma época em que a gravidez na adolescência estava crescendo mais que bolo com fermento Royal devido aos meios de comunicação e a exploração visual.

E eu ajudando às fábricas de preservativo a manter o padrão em que nenhuma gotinha passou, passei por mais uns cinco casos como esse até hoje mas devido a camisinha estourada com cinco ex-namoradas. E em todos sempre fomos claros em cuidar de tudo e não dar as costas, em não entrar em atritos judiciais, tudo em prol do rebento.

Aqui no Peru, para casar é obrigatório um teste de sida. Se um dos dois tiver, o Governo e nenhum cartório autoriza o casamento. Como eu estava tranquilão, passei e casei. Mas eu penso, e se alguma houvesse estourado e gerado um filho? Se fora com uma ex, a sensação é uma coisa, e se fora com alguém fortuita? E se ela engravidasse também? E se ela me contaminasse?

Bom, agora que passou o momento exteriorizando a minha vida bem prosa, penso em inúmeros casos onde os pais, pais lado masculino, dão uma bica na mulher em seu quadro de gravidez... Não é que Katy esteja com aqueeeeeeeeela compreensãoooooo olímpica e haja recuperado-se totalmente do que passou com Mateo, mas em 90% do tempo está buscando estar bem. E eu tô aí, né, dando aquele talento na psicologia diária.


Agú

Gugu-dadá aqui em espanhol é "agú". Zoe põe uma atenção quando nós falamos com ela, uma atenção semelhante aos discípulos na missa do galo dentro da igreja com o Papa Chicão. Papo sério. Depois de uns 5 minutos ela começa a querer interagir... Ahr.. Arf!... Cof... Rrreeee...F.... É emocionante!

"Que vida difícil a minha... Mamãe, mais leite, por favor"
























Eu Maior

Eu sei que a maioria tem filhos e que o tempo urge para cuidá-los, mas eu insisto, assista! Imagino vocês "Eita cara chato, hein". falaê. Aqui ó hehe




PD: Estamos com 499 comentários. O comentário 500 ganha uma surpresa. ;)



Trilha
Strangers in the Night - Frank Sinatra
Fixed Income - Dj Shadow
El Baile de los que Sobran - Los Prisioneros
Mi Enfermedad - Los Rodríguez












20 comentários:

  1. Bro, prefiro nem comentar sobre o primeiro assunto, esse tipo de covardia me enoja profundamente.
    Falemos da Zo-zo, linda, serena, fofa e uma pena, tem a sua cara kkkkk
    Bjao nos três

    ResponderExcluir
  2. Jorge é acho muita sacanagem o cara que abandona o filho, tudo bem não querer fica junto da mulher que gerou o filho, tudo certo, hoje ninguém precisa ficar junto de quem não gosta, mas largar um filho no mundo, acho muito feio.

    Isso mesmo curta sua pequena, filme muito, depois vc vai amar ouvir os sons dela, as fotos são boas, mas nada se compara a um filmagem.

    Tenha uma excelente semana

    Tri-beijos Desirée
    http://astrigemeasdemanaus.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. o pai do filho da minha irmã -meu sobrinho, portanto, fez isso... abandonou o barco quando ela estava no início da gravidez, alegando não ser o pai. Ele nasceu, fizeram DNA e ele é sim o pai. E meu sobrinho é a cara dele... ironia do destino, ou não, nem precisava de DNA.
    Mas eu imagino o que faz uma pessoa largar um filho, dizer que não está na hora de assumir uma criança. Já fez, e por que fez então?
    A cabeça do ser humano, muitas vezes, é incompreensível. nem um bicho larga sua cria, abandona. mas o ser humano, consegue isso.

    Zoe está linda! Cada dia mais!
    Bjo e ótima semana pra vcs!

    ResponderExcluir
  4. sua filha é linda, leio seu blog desde o começo mas nunca comentei, sera que sou o numero 500? rsrsrs

    ResponderExcluir
  5. Jorge, super me divirto com teus post. Adoro esse jeito cômico de narrar as historias.
    E continuo dizendo, ZOE é linda!!!

    Nina
    www.planejandomeusonho.blogspot.com.br
    (não consegui fazer login com o google, por isso o comentário anonimo)

    ResponderExcluir
  6. Aê Jorge,

    Fiquei aqui a pensar quanto desprendimento deve haver nesses caras que largam um tiquinho de gente deles pelo mundo e nem olham pra trás para ver se deles tem alguma semelhança física!
    Como pode isso, né?!

    Infelizmente, isso não é questão de gênero! Afinal, vemos tantas crianças RN jogadas no lixo por aí e por aqui tb...

    Espero que essas mães sejam bons pais tb! Os pequenos não tem culpa da cegonha errar de estação...

    Abraço na família!

    ResponderExcluir
  7. O assunto abandono homenlistico rende horas!! Muitas horas, eu diria! Infelizmente, a maioria, tipo 95%, não está preparada para abraçar a causa, mesmo aqueles que se dizem sonhar em ser pais. E isso começa na própria infância quando meninos são proibidos de brincar de casinha, pegar em vassoura, brincar com uma boneca etc. Em quase todos os lares (principalmente brasileiros) lugar de menino e homem é bem longe da cozinha, da casa e da emoção. E assim crescem os trogloditas. Eu sempre sonhei em casar e ter filhos, ainda mais vindo de uma familia de intenso poder matriarcal. Meu marido também veio de uma familia em que a mãe é figura fortíssima, italiana que é. Porém, quando engravidei após 4 anos de casados, meu marido saiu do eixo. Não soube mesmo entender e aproveitar o momento e eu tive que me rebolar pra não deixar a peteca (casamento) cair. Não foi fácil mas ele estava disposto ao aprendizado desse ser pai e hoje me agradece pela imensa paciência de fazê-lo embarcar na vida em familia. Infelizmente nem todos fazem essa escolha e seguem o caminho mais fácil que é o da fuga, Uma pena! Deixarão de ter a oportunidade única na vida de se tornarem mais humanos, mais altruístas, e eu arrisco dizer, mais felizes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. By the way, o filme que vc sugeriu é ótimo!!

      Excluir
  8. Respondi teu comentário lá e aqui... hehehe

    Sabe, Jorge, eu gosto do Natal pela celebração, pela reunião com a família, amigos, pela comemoração do nascimento de Jesus. Realmente a parte comercial, de comprar, comprar e comprar, não gosto.
    E quando a gente têm filhos, muita coisa muda, né?!?! Você vai ver ano que vem, com a Zoe maiorzinha... vai ser a maior diversão!

    ResponderExcluir
  9. Acho o fim do mundo, homem que corre da sua responsabilidade.

    No incio do namoro achei que estivesse grávida, fiquei preocupada, tinha 19 anos e o Felipe 20. Achei que ele fosse ir embora e me deixar sozinha, mas ele falou, que estaria comigo para o que viesse. Depois disso tive a certeza que ele era o cara e estamos juntos a 14 anos!

    Zoe, cada dia mais linda!!!

    Vou continuar o relato do parto, pode deixar! Igual final de novela que para o Brasil!

    beijos nos três
    Carina

    ResponderExcluir
  10. hello!

    Tenho um primo que tem mais amor pelo cachorro do que pelo filho concebido com uma estranha numa noite muito louca.
    Deus dá asas para quem não sabe voar. Dizem...

    ResponderExcluir
  11. Pois é, infelizmente tb conheço vários casos de futuros papais que abandonam o barco. Muito triste. Não só pra mãe, que tem que se virar sozinha, mas principalmente para a criança. Vejo lá em casa como meus filhos curtem ter o pai por perto, brincando, participando... Não consigo nem imaginar como seria se ele não estivesse lá...

    PS* Não consegui ver o vídeo porque estou viajando e a conexão aqui é péssima... :(

    ResponderExcluir
  12. Tenho dó dessas criaturas que abandonam seus rebentos assim. Não sabem que ganhariam muito mais se enfrentassem a paternidade com garra e coragem e muito amor, porque o retorno: amor em dobro! Meu ex-cunhado, pai dos meus sobrinhos, quando se separou de minha irmã, parece até que se separou dos filhos também. Já se passaram anos, as crianças viraram dois adultos, e o pai sequer é capaz de dar um telefonema, nem em dia de aniversário dos filhos. Resumindo: babaca em grau máximo. Mas, vamos falar de coisas boas: a Zoe é uma graça! Que bom que lá no céu ela escolheu você e a Kate como pais. Acertou em cheio! :) Beijo!!!!

    ResponderExcluir
  13. Tenho pena dessas criaturas que recebem um presente divino que é ser pai e largam assim, como se fosse uma coisa qualquer. Tenho um caso assim na família: meu ex-cunhado, pai dos meus sobrinhos. Quando se separou da minha irmã, parece até que se separou dos filhos também. É incapaz de dar um telefonema para saber como eles estão, ou de parabenizar pelo aniversário, etc. Ainda bem que meu pai é um super avô e assumiu tudo com relação aos netos. Resumindo o que meu ex-cunhado tem de babaca, meu pai tem de pai-avô-maravilha. Bem, mas deixando esse assunto de lado...que linda a Zoe! Ela acertou em cheio, lá no céu, quando escolheu vc e a Kate como pais! Beijo e felicidades sempre!

    ResponderExcluir
  14. É lamentável que muitos homens tirem o corpo fora depois que descobrem que sua parceira engravidou... crianças não deveriam nunca serem criadas sem o carinho e a atenção do pai. Tem que ser muito "macho" para assumi a responsabilidade de assumir o filho e participar ativamente da sua educação!!! Abraço!!!

    Ps: A Zoe tá cada vez mais fofa!!!!

    ResponderExcluir
  15. Mas essa zoe está princesa demais mesmo gente!
    *.*

    ResponderExcluir
  16. Abandono parteno infelizmente é o que vemos por aqui, é triste de ver e gostaria de saber pq tantos homens agem dessa forma, tremenda falta de amor...

    A Zozo cada dia mais linda, dá um monte de cheiro nela...

    Beijos...

    ResponderExcluir
  17. Como a Myriam falou, é pano pra manga mesmo este assunto de pessoas do sexo masculino que fogem da raia. 1- Pro homem é mais fácil fugir, o bebê não tá dentro do bucho dele. 2 - Ah, o machismo! Todo mundo (principalmente as mães) ensinam os meninos que é bonito ser safado, que mulher não presta, que homem é um ser muito diferente da mulher e por aí vai. O que vejo na sociedade em que eu vivo hoje, na cidade de Boston, é que os homens são mais femininos no sentido de entender melhor o lado da mulher, não só "ajudar em casa" mas dividir tarefas mesmo. Aqui não é considerado tão aberrante um homem ficar em casa pra cuidar dos filhos enquanto a mulher trabalha. No Brasil é a coisa mais antinatural do Universo.

    Efim... O ser humano sempre me surpreende! Ele é capaz de coisas tão maravilhosas, tipo salvar a vida de um outro ser humano que ele nem conhece, mas também é capaz de abandonar o próprio filho.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  18. É muita covardia um cara abandonar uma mulher grávida, viu? afffff, que raiva! Conheço algumas histórias assim também, e só desejo pra esses caras que fazem isso que, quando enfim queiram ser pais de verdade, demore muuuuuuuuuuuuuuuito! :P
    Sobre a interação da Zoe, que coisa mais linda! É uma princesinha mesmo!
    Vou assistir a tua indicação sim! Beijos pra vcs!

    ResponderExcluir
  19. Ai meu Deus! Quero ser o comentário 500!!!
    Sobre os meninos que somem... o que dizer? triste, absurdo, repugnante, bizarro... depois que a criança cresce, aí é bem capaz de quererem se aproximar, ser amigos... na hora do perrengue nada né?
    E a carinha da Zoe??? coisamaislindadatia!
    bjo

    ResponderExcluir

Sigam-me os bons

Os escolhidos

Os escolhidos
Sim, porque eles nos escolheram.

Quem sou eu

Minha foto
Nasci em 1976 em São Paulo/Brasil - Brasil. Vivo em Lima/Peru. São-paulino, jornalista e pai de Zoe, minha amada filha com minha doce Katy, peruana de Lima. Sou um cara que escreve sobre experiências, crônicas e tudo que se relacionou com a gravidez múltipla dela e crescimento da filhota. Na semana 34 tivemos a ida de Mateo de volta ao paraíso. Zoe ficou para ilustrar nossa vida num 29/10/2013 e nasceu com 36 semanas. Uma prematurinha linda que cresce saudavelmente.

Seguidores