Mini-vengança rs


Da série: MEMÓRIAS 


Katy está tão apreensiva que os bebês se movam e mostrem sinais de “estamos aqui” que levou um susto engraçado.
Sim, um susto engraçado.
Estávamos assistindo à TV e ela tocava levemente a barriga pedindo um “sinal” dos rebentos. Como não “se pronunciavam”, começou a aperta mais a barriga e a dizer “crianças, deem um sinal para a mamãe”. Nada. Insistiu tanto que desistiu e deitou-se. Em 10 segundos sentiu uma falta de ar que durou uns 5 minutos. 5 minutos podem virar uma eternidade nesses casos. Ficamos assustados e passou. Começamos a olhar-nos e a rir até faltar o ar sobro caso. Analisamos que, se a mamãe encheu tanto o saco deles até tirar suas pequenas paciências que decidiram “ok, mamãe, você quer um sinal? Nós lhe vamos dar” rs.
Segundo lemos, os bebês dão sinais a partir do quinto mês. Estamos entrando no quarto mês.
Agora Katy sabe que não pode estar tão ansiosa hehehe

Bebês marca cajón /carrón/ peruano.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sigam-me os bons

Os escolhidos

Os escolhidos
Sim, porque eles nos escolheram.

Quem sou eu

Minha foto
Nasci em 1976 em São Paulo/Brasil - Brasil. Vivo em Lima/Peru. São-paulino, jornalista e pai de Zoe, minha amada filha com minha doce Katy, peruana de Lima. Sou um cara que escreve sobre experiências, crônicas e tudo que se relacionou com a gravidez múltipla dela e crescimento da filhota. Na semana 34 tivemos a ida de Mateo de volta ao paraíso. Zoe ficou para ilustrar nossa vida num 29/10/2013 e nasceu com 36 semanas. Uma prematurinha linda que cresce saudavelmente.

Seguidores